o teatro



O teatro põe carne nas palavras.
Põe pernas no andar, põe olhos no olhar…

O teatro dá-nos o outro que queremos confrontar – a sensação do outro. O outro Eu, decerto, incluído.

Se é verdade que a personagem me é representada e não apresentada, o actor
que invoca as suas dores e alegrias, no acto de mostrá-las é tão real como eu que com ele respiro, sinto, vivo aqueles sentimentos. Nesta cumplicidade física, real, está a grande alma do teatro. Do Teatro !

E para nos entendermos é bom dizer ainda que a comédia, a Comédia, em nada se distingue do que fica dito. Convocar os aspectos ridículos da vida é tão importante e tão dramatizável quanto é convocar os seus momentos trágicos.
E convocar o riso é sempre humano.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home