Comadres e verdades

Paulo Morais, antigo vereador do Urbanismo na Câmara do Porto, apareceu na TVI24 * a denunciar extensa e intensamente a corrupção que mina o país e que assenta muito na promiscuidade entre os deputados dos maiores partidos, autarcas dos mesmos e empresários privados, sendo muitas vezes as mesmas pessoas a assumir os dois papeis.

Paulo Morais já tem feito denúncias neste sentido, noutras oportunidades. A título de exemplo, dizia em Julho deste ano, segundo recorte em LUSA/JN:

«Cerca de um terço dos deputados que exerceram mandato na última legislatura pertencia, simultaneamente, a empresas que mantinham negócios com o Estado. Dos 230 deputados que integravam o anterior Parlamento, cerca de sete dezenas eram também administradores, gestores ou consultores de empresas que tinham directamente negócios com o Estado (...)»

Como também já dissera noutra oportunidade, insistiu que "a margem de lucro do urbanismo em Portugal só é equivalente à do tráfico de droga".

Manifestamente, a jornalista Judite de Sousa que conduz o programa, não estava a gostar da conversa e no final rematou com este comentário esclarecedor do seu incómodo:«Dr. Paulo Morais, o senhor é um desiludido da política. Foi o que eu registei destes 50 minutos de entrevista».


E eu pergunto: quem é Judite de Sousa? E a pergunta leva-me até ao marido, Fernando Seara, cuja biografia vale a pena consultar AQUI ou AQUI.

Enfim, o que eu registei desta entrevista foi que Judite de Sousa não se desiludiu ainda da política.

* Programa "Olhos nos Olhos" de 21/Nov./2011

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home