Porque hoje é domingo (28)

«As estradas curvas ficarão retas, e os caminhos esburacados serão nivelados. Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão aplainadas». Quem assim falava não era presidente da república nem autarca, como se vê pela falta de referências a auto-estradas e à Mota-Engil. Era João que seria decapitado porque as suas professias comprometiam o Poder. Era mais uma voz que clamava no deserto como Jerónimo de Sousa, Francisco Louçã e poucos mais dos que se fazem ouvir.


Agora que a voz dos profetas ecoa nos sentimentos do povo, chegam os hipócratas de imprevisíveis bancadas com mêdo de perder um lugar no futuro tal como conseguiram um lugar no passado.
Por sua vontade, S. João seria decapitado e Jesus Cristo seria crucificado, mas lavam suas mãos e esperam que Herodes e Pôncio Pilatos sujem as suas. Não é difícil perceber pelos caminhos por que chegam aqui, que se estão nas tintas para que os camelos passem ou não pelo cu duma agulha, gozam com os crentes e continuam empoleirados na escavadora da economia nacional, fingindo-se críticos.


Como um filho de Deus, Passos Coelho, religiosamente inflexível, lembra o pecado original dos portugueses, a "sua" dívida, e aplica a penitência da deusa alemã. Entretanto, vendo o país a afundar, Noé vai enchendo a barca com tudo o que puder apanhar para si próprio: água, electricidade,  televisão, correio, aviões...

Perdoem alguma imprecisão histórica. Em caso de dúvidas, podem sempre consultar o Evangelho Segundo S. Lucas, logo no início do capítulo terceiro, e comprarem o livro de Isaías, à venda em qualquer lado.

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home