De Loures a Istambul



Milhares de pinheiros-mansos começaram a ser abatidos no início deste mês, numa área de 5,4 hectares da chamada Mata do Paraíso, junto ao Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL), para ali ser construída uma central fotovoltaica do grupo Martifer.

O problema não está nas energias limpas (sol, vento, água, marés, etc.,) e na sua utilização para produzir eletricidade, mas sim na forma neoliberal de sua exploração capitalista intensa com vista a um fim principal: lucros rápidos e chorudos.




Esta denúncia que recortei no blogue Praça do Bocage fez-me lembrar o que se está a passar na Praça Taksim, em Istambul, onde manifestantes turcos protestam há uma semana contra a razia do Parque Gezi para instalação de um grande centro comercial, em nome do progresso!... Mutatis mutandis.

Nota: As fotografias não foram recortadas no sítio do texto. A foto de pinheiros mansos, nomeadamente, foi recolhida em Naturlink

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home