Eles andam aí, são do FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) tem sido, no quadro da ‘troika', a instituição mais preocupada com as consequências económicas das medidas de ajustamento orçamental, mas a agenda de mudança no mercado laboral que mantém viva e quer reabrir na oitava e nona avaliações só pode significar que ainda não percebeu bem o País onde está. E o que se passou nos últimos dois anos. (Blá blá blá blá…) A intenção é bondosa, os resultados “seriam” catastróficos.

Assim escreve (29Ago)um tal António Costa, muito requisitado “comentador” económico alojado no jornal Económico.

Merecem a nossa ternura estes analistas ingénuos, angelicais, que não distinguem entre a Madre Teresa de Calcutá e a Madame Christine Lagarde.


Etiquetas: , ,

1 Comments:

Anonymous Alf said...

"Analistas" nada ingénuos que evacuam ideias e olham (talvez não distingam nem vejam, de facto) com esse olho único.

30 agosto, 2013  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home