Europa encalhada

Enquanto a Europa encalhada começa a naufragar no mar das suas contradições, a Direita canta, dança e lança foguetes, para fingir que este Titanic não se afunda. Entretanto, os mais afortunados vão carregando os botes salva-fortunas com destino a outro continente.

O que aconteceu no Titanic propriamente dito, foi que 62% dos passageiros da 1ª classe conseguiram salvar-se, contra apenas 25% da 3ª classe porque não havia botes salva-vidas disponíveis no seu deck!

Afigura-se que a questão da Grécia é apenas o começo, uma pequena parte de um problema real que a Europa produziu com as suas políticas de arrefecimento económico e congelamento político. Debaixo do iceberg grego, adivinha-se um monstro económico-financeiro que ameaça reduzir a destroços a União Europeia, rombo a rombo, país a país.

Se a União Europeia não mudar de rumo por sua iniciativa, a explosão de forças sociais desesperadas e o eventual aproveitamento da situação por movimentos realmente extremistas, não poucos deles já hoje identificados, farão a mudança de rota à sua maneira.

Não será por falta de alertas que os nossos capitães Smith(*) nos levarão ao fundo com o seu navio, mas pode ser por excesso de festa.

(*) O capitão Edward John Smith era o comandante do Titanic e com ele se afundou em 15 de Abril de 1912.
A imagem inicial foi copiada de orpheedelamer.blogspot.com

Etiquetas: , ,

1 Comments:

Blogger antónio m p said...

Sim, a política terrorista da UE pode continuar a destruir património, estruturas produtivas, empregos e remunerações, em alguns estados. Mas terá de fazê-lo em regime de ditadura colonial. E parece que está a preparar as condições.

25 agosto, 2015  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home