Porque hoje é domingo (71)

Dêmos de barato quantos disparates se dirão neste domingo, por esse mundo fora, nos púlpitos das igrejas católicas, a propósito e a despropósito da “Assunção de Nossa Senhora”.


Trata-se da “subida ao céu” da mãe de Jesus, supostamente reportada por Lucas.

Este evangelista de quem consta que era um médico sírio e que terá convivido eventualmente com os apóstolos, nunca se terá encontrado realmente com Jesus ou a mãe dele – fala de ouvir dizer e acrescenta certamente alguns pontos aos que antes dele terão sido acrescentados.

De resto, em Lc.1,39-56, não se fala senão da visita de Maria a casa da prima Isabel e do seu regresso a casa, de boa saúde: “Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa” – lê-se no versículo 56.

Mas quem é que quer saber do que diz Lucas, realmente, se o padre da paróquia fala tão bem?!


A versão oficial em vigor, acerca da morte de Maria, vem de 1950 e consta de uma declaração dogmática de Pio II, segundo a qual “Maria, tendo completado o curso de sua vida terrena, foi assumida, corpo e alma, na glória celeste”. Mas nem daqui nem doutro lado qualquer se pode concluir que o corpo de Maria tenha subido ao céu, seja qual for o céu e o próprio meio de transporte.

Valha-nos Deus. Assunção por Assunção e Cristo por Cristo, porque não invocar Assunção Cristas, actualmente a aplaudir o seu deus no Pontal? Mal por mal…

Etiquetas: , , ,

1 Comments:

Anonymous Pedro P. said...

Muito bem visto ;)

16 agosto, 2015  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home