O medo em promoção


Julgo saber que a Comissão Permanente de Concertação Social (CPCS) é composta por representantes das Confederações Patronais e Confederações Sindicais mas também de um representante do Governo. Logo, não estando empossado o esperado governo de esquerda, como podia este reunir aquela Comissão?


O que podem fazer e fizeram os partidos da Esquerda, foi reunir com as confederações no âmbito da actividade dos grupos parlamentares, estes sim em exercício. E António Saraiva, o representante do patronato, sabe disto. Mas "prontos"..., tinha que dar a sua contribuição para a campanha do medo, em promoção.


Por parte de Paulo Portas que não tem vergonha de continuar a dizer coisas, vimo-lo a dizer, com pose dramática, que está preocupado com os efeitos que terá a governação de esquerda blá blá blá blá. Ainda bem que está. É bom sinal.

Etiquetas: ,

1 Comments:

Blogger antónio m p said...

«O CES é um órgão constitucional de consulta do Governo e de concertação no domínio das políticas económica e social.»
«O CES encontra-se organizado em sete órgãos que contribuem para a concretização das suas duas principais competências, designadamente de consulta e de concertação social: o Presidente, o Plenário, a Comissão Especializada de Política Económica e Social (CEPES), a Comissão do Desenvolvimento Regional e do Ordenamento do Território (CDROT), o Conselho Coordenador e o Conselho Administrativo. O sétimo órgão, a Comissão Permanente de Concertação Social (CPCS), tem estatuto autónomo e é presidida pelo Primeiro-Ministro

12 novembro, 2015  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home