Comparação inoportuna

Talvez não seja oportuno ressuscitar o assunto, mas que esta golpada de Erdogan, na Turquia, faz lembrar o “25 de Novembro” de 1975 em Portugal, com um grupo de aventureiros a fazer uma tempestade num copo de água... emprestado pela Direita, lá isso faz!

Que o “grande educador da classe operária” Arnaldo de Matos ressuscite agora politicamente para apoiar os crimes do “DAESH”, reforça o sentido desta comparação.

Fazer das fraquezas, força, é a última tentativa de qualquer califa falhado. Já não estou a falar do Arnaldo de Matos, por desprezível. Estou a referir-me ao perfil dos imbecis que levam a cabo os genocídios a que temos assistido em nome do chamado Estado Islâmico, e aos seus métodos indigentes.


Esperemos que Cavaco Silva, tão criticado por justas razões, não seja acusado um destes dias por ter dado ideias... a quem não devia.

Etiquetas: , , , ,

1 Comments:

Blogger antónio m p said...

Arnaldo de Matos deixou o partido PCTP/MRPPem 1982, justificando com a razão de que na altura... "a contra-revolução ganhou".

19 julho, 2016  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home