14/08/2006

homenagem

às vítimas da guerra

1 comentário:

Nan disse...

Nunca sabemos o bastante, nunca lemos o bastante. Mas posso dizer que sei que isto...

"A morte
é não ir a tempo para mostrar-te o meu poema
com braços estendidos nas palavras"

...é das coisas mais bonitas que já li.