Guernica 1937


Picasso passava no controlo policial do aeroporto com o seu quadro “Guernica”.
O polícia, apontando para a pintura, perguntou-lhe:
- Foi você que fez isto?
Picasso respondeu:
- Não, foram vocês!

(Em: "Picasso Por Picasso" / Paul Désalmand / Ed. Contexto / 2000)

Aniversario de Guernica


El 26 de abril de 1937, la fuerza aérea alemana ataca el pueblo de Guernica, la idea es desmoralizar a los republicanos, destruyendo el símbolo de la independencia vasca.
Aclaremos que no fueron los alemanes los ideólogos del desastre, sino españoles franquistas, que pidieron tremenda barbaridad: un ataque aéreo masivo sobre un población de 7.000 personas desarmadas. Este solo hecho, califica a la falanje española.
En respuesta, también fue un español el que difundió e inmortalizó el desastre, la falanje pasará, pero el cuadro será eterno.
A 60 años de Guernica, el mundo presenció muchos otros Guernicas, tantos que nadie se asombra, de que hoy en Irak, se usen armas mucho peores, que hace 60 años, que matan a defensores e invasores, y que nadie se importa, porque no hay pintores para inmortalizarla, o porque con un cuadro basta, todas las bestialidades del mundo se simbolizan con un solo cuadro:¡Guernica!


jmmancu – em: "LATINA-asociacion latinoamericana de cooperación"




sem imagens !

O Banco Mundial - que decide da economia mundial juntamente com o FMI ! - publicou (sem sentimentos de culpa) um relatório em que é abordada a pobreza no mundo. De notar porém que o BM, que é inimputável mas não é insensível, diz que apesar de tudo "o momento não é de triunfalismo" . E o mundo pergunta: - Não???...

CITAÇÂO:

Pobreza extrema diminuiu a nível global

A pobreza extrema no mundo diminuiu 21 por cento entre 1990 e 2004, mas ainda assim existem 985 milhões de pessoas que sobrevivem com menos de um dólar diário.

O documento divulgado hoje pelo BM é a edição de 2007 dos Indicadores do Desenvolvimento Mundial e destaca também a diminuição da percentagem dos que vivem com menos de dois dólares diários, estimando contudo, que em 2004 ainda havia 2.600 milhões de pessoas (quase metade da população do mundo em desenvolvimento) vivendo abaixo desse patamar.

O estudo atribui ao progresso a diminuição da pobreza, a que está associada a taxa do crescimento do Produto Interno Bruto per capita, que subiu à média de 3,9 por cento desde o ano 2000.

Outra razão considerada chave para que no ano de 2004 houvesse cerca de 260 milhões de pessoas a menos em situação de pobreza extrema face a 1990, foi a massiva redução da miséria na China no período mencionado, sublinha o BM.

As estatísticas do relatório deixam contudo claro, que o momento não é de triunfalismo, revelando por exemplo, que mais de 10 milhões de crianças menores de cinco anos morrem todos os anos por doenças que se podem prevenir.

E mais...

E o Equador vai expulsar o representante do BM naquele país.

Quanto às diferentes regiões em desenvolvimento, o estudo destaca que a América Latina tem a maior esperança de vida, com 72 anos, e também a menor taxa de mortalidade entre as crianças menores de cinco anos.

Nesta região, 8,6 por cento das pessoas vivem na pobreza extrema face aos 9 por cento do Leste asiático ou 41,1 por cento da África Subsaariana.

O estudo refere também que a América latina é a região em desenvolvimento com maior Produto Nacional Bruto per capita do mundo e, contudo a que teve um menor crescimento anual, média de 0,8 por cento no período de 1995-2005.

Por outro lado, a região do Leste asiático e Pacífico vem à cabeça do mundo em desenvolvimento graças às elevadas taxas de crescimento, que lhe permitiram reduzir a pobreza mais rapidamente do que noutros lugares.

A região revela também vantagem na educação ao ter alcançado a escolarização universal primária, assim como a igualdade no acesso à educação primária e secundária.

O sector sanitário também revela melhoras significativas, com 79 por cento da população a aceder a água potável e cerca de uma terça parte com acesso a estradas pavimentadas.
Já as economias em transição da Europa e Ásia Central têm maior acesso a computadores e telemóveis.

As regiões do Médio Oriente e Norte de África avançaram muito em educação: quase 90 por cento das crianças acabam a sua educação primária, ainda que se registem diferenças entre rapazes e raparigas.

O sul da Ásia tem as menores taxas de alfabetização feminina do mundo em desenvolvimento, dependendo mais da agricultura que qualquer outra região.

Na África Subsaariana a esperança de vida caiu dos 49 para os 47 anos desde 1990, devido à alta taxa de mortalidade infantil e à incidência da Sida.

No entanto, nos últimos cinco anos a região registou taxas de crescimento acima dos 5 por cento, o que constitui um motivo de esperança.
Lusa / SOL

ENTRETANTO, NO EQUADOR:

«Cancelaremos la deuda de 9 millones con el FMI este jueves y expulsaremos al representante del Banco Mundial. El Presidente anunció que "el jueves pagamos nueve millones de dólares y no queremos saber más del Fondo Monetario Internacional".

«En cuanto al Banco Mundial (BM) Correa anunció la decisión de expulsar al representante residente en Quito. A éste le acusó de haber intentado chantajearlo con un préstamo de 100 millones de dólares cuando fue ministro de Economía, en 2005.
"Expulsaremos al representante del BM del país porque nosotros no vamos a aceptar chantajes de nadie" . El chantaje en referencia fue realizado durante el gobierno de Palacio cuando se tomaron medidas soberanas en torno a transnacionales petroleras».

Etiquetas: ,

história do futuro



Porém, decerto, a realidade será ainda mais criativa do que a imaginação. Pelo menos tem sido assim com a História.

Aproveito para mandar beijos à Microsoft, abraços ao Google e cumprimentos a todos.

Etiquetas: , ,

Querido Porto


Ninguém pode banhar-se duas vezes na mesma água de um rio
- disse um filósofo antigo.

Quem diz um rio...

Porém, quanto de mim, quanto de Porto, se reencontraram.
Uma vez mais.

Desculpem mas... não há «razão» alguma para esta postagem.
Há sentimento, apenas.

[ver + aqui]

Etiquetas: ,

Páscoa sem ovos



Nesta quadra religiosa não resisto a invocar aqui,
ainda que muito resumido,o famoso Sermão de Santo António na Assembleia da República:

Vós sois o sal da terra – diz Cristo aos pregadores!


O efeito do sal é impedir a corrupção, mas quando a terra se vê tão corrupta como está a nossa, havendo tantos nela que têm ofício de sal, qual será a causa desta corrupção?

Ou é porque o sal não salga ou porque a terra se não deixa salgar, ou os pregadores não pregam a verdadeira doutrina ou os ouvintes a não querem receber, ou os ouvintes querem antes imitar o que eles fazem do que fazer o que eles dizem…

Se o sal perder a substância e a virtude e o pregador faltar à doutrina e ao exemplo, o que se lhe há-de fazer é lançá-lo fora como inútil…

E à terra que se não deixa salgar que se lhe há-de fazer? Como fez Santo António: mudou o pregador de púlpito e de auditório».

Notas finais:

1. Esta referência do Padre António Vieira é muito anterior à saída do Governo, quer de António Guterres quer de Durão Barroso;
2. Como é sabido, Santo António foi pregar aos peixes de quem disse terem duas boas qualidades: ouvir e não falar!
3. António Vieira nasceu em Lisboa em 6 de Fevereiro de 1608 – aquariano e alfacinha, portanto.

Etiquetas: ,