18/01/2019

Passos Coelho agradece


Montenegro acaba imolar-se em sacrifício a Passos Coelho. Sem este ter que  sujeitar-se a uma derrota pessoal, ficou a saber que o PSD não apoiaria o reaparecimento do “passismo” nesta oportunidade.

A estratégia de Montenegro não era esta, obviamente, mas sim ensombrar a figura de Rui Rio, porém até este beneficiou do sacrifício involuntário do seu opositor interno. Falta apenas saber quem mais se poupou ao empurrar Luís para o precipício, mas não é difícil imaginar se é que isso interessa a alguém além dele.


"Estou convencido que nada vai ficar como dantes", disse agora o antigo líder parlamentar do PSD na Assembleia da República, do tempo do governo de Passos Coelho. Se “dantes” se refere àquele tempo, esperemos que tenha razão!

06/01/2019

Obviamente...

A Liberdade de Expressão não se defende com a promoção de figuras que representam os valores do nazi-fascismo.

30/12/2018

Faço votos

Faço votos para que se fale mais do México em 2019. E que não seja apenas a propósito do muro de Trump.


Neste sentido transcrevo o seguinte:

«MÉXICO ROMPE COM O NEOLIBERALISMO

O discurso de Lopez Obrador no dia 1 de Dezembro (2018)marca uma ruptura com o neoliberalismo que devastou o México nas últimas décadas. Pronunciado na Praça do Zocalo, na presença de dezenas de milhares de pessoas e durante mais de duas horas, o novo presidente mexicano reafirmou as suas ideias quanto à regeneração do México, ao combate à corrupção e à governação junto com o povo e não contra ele».


(Imagem de Globo.com)

11/11/2018

Porque hoje é domingo (99)

Se há uma marca de personalidade em Jesus Cristo que um ateu não tem dificuldade em reconhecer e enaltecer, é a sua atenção especial aos pobres, aos humildes e aos doentes. Esta posição ideológica, de resto, tem feito com que se diga que Jesus era socialista “avant la lettre”. Fosse ele nosso contemporâneo e teria sido acusado e condenado, como no seu tempo, agora por perfilhar ideais comunistas...

Mas não se assustem os católicos conservadores porque Jesus não era comunista e até se recusava a assumir responsabilidades políticas: “a Deus o que é de Deus e a César o que é de César” – disse a este respeito. Este posicionamento, de resto, valeu-lhe o desprezo de muitos que esperavam que o “Filho de David” libertasse Israel do domínio romano.

A seu favor, portanto, fica a sua atenção especial com os mais necessitados, tal como ilustra a passagem do evangelho que a Igreja Católica invoca neste dia. Jesus, “chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro, porque todos ali deitaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, deitou tudo o que tinha, todo o seu sustento” (Marcos 12, 43-44).

Tomo a liberdade de actualizar e adaptar às circunstâncias actuais: os pobres pagam maiores impostos do que os ricos, sempre, porque estes pagam do que lhes sobeja mas aqueles pagam o que lhes faz falta!

09/11/2018

A virgem ofendida do PSD

Uma tal deputada do PSD, Emília Cerqueira, apresentou-se hoje aos orgãos de Informação, arrogante e indignada qual virgem ofendida, para nos fazer saber que não há registos de presença nas sessões da Assembleia da República, que basta um deputado, onde quer que esteja, abrir a página de trabalho de um outro para que seja registada a presença deste outro no emiciclo parlamentar!... Que é muito normal e vulgar os deputados partilharem as passwords uns dos outros para acederem aos ficheiros de trabalho, do que resulta automaticamente o registo da presença na Assembleia do deputado que aloja esses ficheiros no seu computador.

Logo ficamos a saber que os registos de presença não servem para assinalar as presenças mas sim para cobrar os subsídios de presença!

A virgem ofendida - falta saber se foi ela, uma vez que outros podem ter acedido à página de trabalho do deputado em causa - só se apercebeu da gravidade da situação ao fim de cinco dias de escândalo público. Como é que eu me apercebi vários dias antes dela?

A virgem ofendida - a melhor defesa é o ataque! - insultou os lisboetas a despropósito e em nome da superioridade moral dos minhotos! Eu que sou mais minhoto do que lisboeta, sinto-me envergonhado - passe o exagero - com esta representante de não-sei-quem.

A virgem ofendida não é digna de representar os portugueses nem os minhotos nem os habitantes dos Arcos de Valdevez para onde deveria voltar com a mesma determinação com que tratou hoje os cidadãos indignados deste país que pagam aos deputados pela participação real ou falsa nas sessões da Assembleia da República.