Nós por cá

Hoje, 12 de Junho, a Misericórdia de Paris vai estar presente nas Festas dos Santos Populares da Rádio Alfa, com um stand para a apresentação das actividades de apoio aos portugueses emigrados. Ao que parece, Marcelo Rebelo de Sousa também lá estará pelas 13 horas.

Ainda tenho esperança que o Presidente da República e o Primeiro Ministro de Portugal aproveitem para “passar revista” aos portugueses sem sorte nem fortuna. E que lhes desculpem se não estiverem muito bem trajados…




Paris, Junho de 2016. Enquanto o Presidente da República de Portugal elogia os portugueses em geral e condecora alguns em especial, acompanhado pelo chefe do Governo português, o provedor da Misericórdia local, Joaquim Silva Sousa, observa que “a história da emigração, infelizmente, não são só casos de sucesso, também há muitos casos de insucesso e é necessário que alguém se ocupe dessas pessoas.

A Misericórdia de Paris tem agido para evitar que algumas destas pessoas fiquem sem alojamento, o que não evitou alguns casos de portugueses a dormir nas ruas. “Neste momento, temos pessoas que perderam o emprego, que tiveram acidentes de trabalho e que não sabem tratar de questões administrativas, encontrando-se muito facilmente em situações em que não podem pagar a renda. Temos também situações de casais que precisam de alojamento e de trabalho, e alguns problemas de foro psicológico”, descreve o provedor daquela Misericórdia.

São os “lesados do capitalismo”, digo eu, os falidos que não serão "recapitalizados" pelo Estado português. Ou muito me engano...

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home