08/04/2007

Querido Porto


Ninguém pode banhar-se duas vezes na mesma água de um rio
- disse um filósofo antigo.

Quem diz um rio...

Porém, quanto de mim, quanto de Porto, se reencontraram.
Uma vez mais.

Desculpem mas... não há «razão» alguma para esta postagem.
Há sentimento, apenas.

[ver + aqui]

2 comentários:

porteña disse...

Amigo querido: ¿hay acaso mejor razón que la del sentimiento?

Heredamos de nuestras ciudades tanto como de nuestros padres, nos entregan una forma particular de ver el mundo, nos heredan nostalgias que llevamos a donde sea que nuestros pasos nos lleven.

Abrazos

Ana Paula disse...

Claro que não sou egocentrica, mas oh mas, quanto desse sentimento tem a ver comigo? Eheh..
bjinho