Polícia à Portuguesa

"Ficámos a saber que há polícias que passam fome: homens e mulheres com uma vida familiar destruturada, parte significativa sofrendo problemas, mais ou menos graves, de saúde geral ou até de foro psicológico, consequência da dura profissão que escolheram".

São declarações dos ex-jornalistas Fernando e de Mário Contumélias, autores do livro Polícia à Portuguesa, segundo um artigo do DN reproduzido no blogue
VIDA DE POLÍCIA.

"A conclusão é clara: a maioria dos polícias está arrependida da opção profissional que seguiu.

As razões? Falta de condições de trabalho numa actividade que é, obviamente, de risco".

Além do mais, "os polícias queixam-se de falta de transparência e rigor na avaliação profissional".

Será mais um caso de "interesses corporativos" querendo sobrepor-se aos interesses... do povo que votou no PS?

O que é preciso acontecer para que haja vergonha no Poder?

Ok, já percebi: o Poder é uma mera abstracção. É assim como Povo...

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home