04/03/2009

Vital para Q ?


Há muito tempo que Vital Moreira faz coro com José Sócrates. A última que li (2Mar2009) terminava com esta frase, letra a cheio e exclamação incluídas: “Uma decisiva proposta de esquerda!”.

Já se tinha percebido que o governo PS não conseguia prosseguir a sua estratégia de direita sem uma táctica oratória de esquerda, mas não é demais, para Vital Moreira, colar mesmo uma legenda explicativa.

Esta mesma táctica falaciosa de seguir à direita piscando à esquerda, está presente na escolha de Vital para cabeça de lista às “eleições europeias”: nomear um confiável ex-comunista para condicionar o espírito livre de Ana Gomes.

O que se pode esperar daqui? Que a estratégia resulte? Que resulte ao contrário? Ou que a forte personalidade psicológica de ambos se concilie no Parlamento Europeu como no blogue Causa Nossa, isto é, na coexistência da divergência? Por mais estranho que isto pareça, no PS é normal, é assim que engorda.

2 comentários:

jrd disse...

Talvez fosse vital arranjar um contra-ponto à Ana para equilibrar o cenário...

via disse...

acho que temos que deixar ir o maniqueísmo de esquerda direita e pensar em outras possibilidades!