12/06/2017

A guerra da Informação

Arábia Saudita e Jordânia revogaram esta semana a licença de atividade de televisão da mais importante emissora do mundo árabe, a Al-Jazeera, com sede no Qatar. Os escritórios já estão a ser fechados em diversos países.

O governo da Arábia Saudita justifica esta medida “em função do canal Al-Jazeera ter colaborado com os planos de grupos terroristas, ter apoiado os houthis, que realizaram um golpe de estado no Iêmen, e ter tentado desestabilizar a situação na Arábia Saudita”.

Entretanto (09.06.2017) Sputniknews conta que…

O noticiado uso de armas químicas pelo exército sírio contra civis, que fez correr tanta tinta e lágrimas de crocodilo no ocidente, foi uma simulação encenada e realizada por equipas de profissionais do audiovisual.

Nas filmagens em questão terão estado envolvidos 30 carros de bombeiros e ambulâncias, bem como 70 moradores locais com crianças trazidas de um campo de refugiados.

"Para dar verosimilhança ao vídeo, as filmagens foram feitas com telefones celulares, de vários ângulos, bem como um drone. Depois do fim do 'processo de filmagem' cada participante, incluindo as crianças, terá recebido mil libras sírias e um conjunto de produtos alimentícios".

E não digam a ninguém que…

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que deputados opositores recrutam jovens para gerar distúrbios nas manifestações que a oposição realiza desde 1 de Abril e anunciou que enviará hoje, segunda-feira, uma carta ao papa Francisco solicitando a sua mediação com a oposição para evitar "utilizar crianças" em actos de violência durante os protestos. .
Em 11 Abril 2017 o Presidente Nicolas Maduro 
é alvejado com pedras pelos manifestantes... pacíficos!

Sem comentários: