Não há argumentos...

... se não há vergonha.

Ao contrário do que dizem as notícias, os deputados do PS não fizeram a vontade a Francisco Assiz, particularmente. Foi a si próprios, aos seus interesses de lobbye e "sabe-se lá" a que interesses mais deles próprios, que os deputados fizeram a vontade.

Entre a credibilidade dos seus discursos de rigor, contenção, responsabilidade, partilha de sacrifícios... e os interesses privilegiados dos seus membros, o PS decidiu-se por estes. Está em causa a tributação em 2010 de dividendos das empresas e esses são os superiores interesses do "arco da governação".

Por exemplo: 56 milhões de euros para Ricardo Salgado e o Grupo BES, cerca de 81 milhões de euros para Faria de Oliveira e a CGD, cerca de 48 milhões de euros para Nuno Vasconcelos e a Ongoing, cerca de 18 milhões de euros para Paulo Varela e o Grupo Visabeira
Vota PS! Quanto mais não seja tens sempre aquele "argumento" de que a proposta do PCP se destinava a implantar em Portugal uma Coreia do Norte, blábláblá... Tem tudo a ver...

Quanto mais conheço os lobos menos gosto de carneiros, senhores deputados do PS. Por razões muito menos graves há quem abandone os seus partidos. Mas quando se está lá porque "dá jeito", compreende-se! Compreende-se mas não se aceita. Tenham vergonha!

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home