14/01/2009

Bush ainda vomita

Uma vez que Pinochet já morreu, digo eu, foi o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, quem recebeu a medalha «da Liberdade» do presidente Bush.

Nem o medalhado teve vergonha de receber uma condecoração de um chefe de estado estrangeiro, numa escandalosa atitude de subserviência, nem o presidente mais odiado dos EUA teve vergonha de "premiar" o presidente de um país que persegue e mata os seus opositores políticos utilizando para isso forças paramilitares.


Bush não consegue sair da Casa Branca sem deixar o caminho vomitado.

1 comentário:

jrd disse...

Estes dois biltres são a prova de que o fascismo perdura nas Américas.
Um é o vomito o outro o vomitado, completam-se, por isso entendem-se.