20/01/2017

Irrevogável TSU

O PSD afirma que vai estar ao lado da Esquerda no chumbo à medida do Governo para reduzir a Taxa Social Única (TSU) paga pelos patrões. Mas pode haver uma grande surpresa – digo eu.

Pode acontecer que o PSD, dizendo concordar com a iniciativa do Bloco, discorde “dos termos” da proposta, dos considerandos, razão que invocaria para não a aprovar.

Assim sendo, e para não parecer que o PSD apoia de forma envergonhada a iniciativa do Governo, pode o partido de Passos Coelho apresentar uma proposta alternativa à do Bloco de Esquerda, em termos tais que este, por sua vez, fique inibido de concordar com a alternativa.

Com esta última solução, Passos Coelho lavaria as mãos como Pilatos, e faria vingar a redução da TSU que hipocritamente contesta.

O que se espera é que a Esquerda “saiba escrever” o texto adequado a estas circunstâncias. E que o PSD não mude a sua posição “irrevogável”. Pelo sim, pelo não, o CDS já anunciou que irá abster-se…

Sem comentários: