28/06/2014

FMI dá razão ao PCP

e ao Bloco de Esquerda

(Configuração gráfica adaptada)

3 comentários:

antónio m p disse...

Uma política alternativa, patriótica e de esquerda que contrapõe ao Pacto de submissão e ingerência, a solução da imediata renegociação da dívida pública – envolvendo prazos, taxas de juro e montantes – numa atitude que combata a sujeição do país às imposições da especulação financeira e da rapina dos recursos nacionais e abra espaço ao relançamento do desenvolvimento do país.

Secretario Geral do PCP em 4 de Setembro de 2011.

antónio m p disse...

O Bloco propõe que se “proceda a uma renegociação da taxa de juro e dos prazos do empréstimo contraído, de modo a que essas condições sejam, pelo menos, equiparáveis à de outros contratos estabelecidos em condições semelhantes e nunca mais prejudiciais”. (JN 2011)

antónio m p disse...

A maioria PSD/CDS-PP e o PS votaram juntos contra o projecto de resolução do PCP, que defendia a renegociação da dívida externa portuguesa. (Abril de 2014)