Porque hoje é domingo (54)

Antes de Jesus, a cruz era vista como um instrumento de castigo, de humilhação, de condenação dos criminosos. Porém, o facto de o Filho de Deus ter sido crucificado, deu à cruz um sentido novo: ela deixou de evocar a condenação e a morte, para significar a exaltação da vida. Diz-se.
Vão lá contar esta história aos crucificados antes e depois de Jesus!...
As forças rebeldes que combatem contra o governo da Síria e têm sido apoiados pelo cristianíssimo "ocidente", enforcam os cristãos que não seguem a "fé muçulmana".

Para significar a exaltação da vida, admito que a água que vem dos rios e dos mares, a terra onde medram as plantas, o leite ou a própria vaca com seus bifes, fariam mais sentido. Mas uma cruz é como uma forca, uma guilhotina ou uma fogueira de assar pessoas - todos estes são elementos de terror e não de exaltação.

Por outro lado, é verdade que os símbolos podem ganhar novas significações. A cruz suástica, por exemplo e para não nos afastarmos da cruz!, muito antes de ser o símbolo do Partido Nazista Alemão a partir de 1920, era um desenho muito recorrente na arquitectura e na arte hindus, indianas e outras, como se sabe, sem qualquer conotação com a ideologia nazi. Neste caso, o sentido moral é o inverso – trata-se da diabolização, na perspectiva democrática, de um símbolo de natureza estética ou até religiosa com diversos significados em diferentes regiões e épocas.

A cruz da crucificação, essa, continua a ser um símbolo da crueldade a que pode conduzir o autoritarismo político e o fanatismo ideológico. Da sua actualidade nos dão conta as notícias, ainda que mitigadas:

Os guerrilheiros do exército do Estado Islâmico no Iraque e na Síria, vêm promovendo demonstrações de crueldade nesta guerra. O seu objectivo declarado é criar um estado islâmico em áreas sunitas do Iraque e na Síria, restabelecendo o regime de califado, desaparecido há um século, e que significa na prática que o seu líder será o líder dos muçulmanos em todas as partes do mundo.
Ver mais informação em canalgama.com.br

Etiquetas: , , , ,

1 Comments:

Blogger antónio m p said...

O missionário Tom Doyle faz um apelo: “Nós ouvimos de líderes da região que os jihadistas estavam crucificando os cristãos no norte da Síria. Sabemos que as pessoas têm fotos disso. Os pastores estão clamando por ajuda, frustrados por que nada disso é divulgado pela mídia ocidental”.

Recortado em: http://www.tedioso.com/155114S-cristaos-crucificados-siria.html

14 setembro, 2014  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home